Capela de Nossa Senhora dos Navegantes

Capela de Nossa Senhora dos Navegantes

Icon

CAPELA NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES

Localização: Porto da Barra de Itapemirim. Área urbana.

Localidade mais próxima do atrativo: Sede

Distância da localidade mais próxima: Sede.

Distância da Sede do município: Sede.

Acesso ao atrativo: rodoviário, totalmente pavimentado, sinalizado, não adaptado, em bom estado.

Descrição do acesso utilizado: através da ES-060, próximo da ponte sobre o Rio Itapemirim.

Transporte para o atrativo: rodoviário, coletivo regular, de boa qualidade e não adaptado.

Legislação de proteção ao atrativo: não há.

Estado de conservação: bom.

Entrada do atrativo: não há entrada definida.

Visitação: diariamente, de 8h às 18h horas, sem visitas guiadas, acesso gratuito e sem autorização previa.

Acessibilidade do atrativo: permanente.

Tempo necessário para usufruir o atrativo: algumas horas.

Equipamentos e serviços no atrativo: instalações sanitárias não adaptadas, segurança, guia de turismo, limpeza, lazer e entretenimento adaptados, locais para alimentação adaptados e hospedagem adaptado.

Atividades ocorrentes no atrativo: Atividades religiosas e contemplação do monumento e do entorno.

Integra roteiros turísticos comercializados? sim, através da Rota dos Vales e do Café. Coordenada pela SEDETUR.

Origem dos visitantes: local, municipal, do entorno regional e de outros estados, sendo o verão o período de maior fluxo.

Descrição do atrativo: a sua construção foi iniciada em 1855, pelo frade capuchinho Paulo Casanova, auxiliado pelos fiéis. Os trabalhos foram interrompidos por falta de recursos, sendo retomados nos anos 70, quando a construção passou a ser dirigida e fiscalizada por Simão Rodriguês Soares. que também concorreu com parte das despesas das obras.

O relatório do Presidente da Província, Dr. Domingos Monteiro Peixoto, de 1875, diz que em 28 de outubro .foi entregue a Manoel ferreira Braga, a quantia para auxiliar a conclusão das obras.Todavia, não informa o valor concedido. Simão Rodrigues Soares, segundo Maria Stella de Novais, foi ajudado na construção da Igreja pelos capitães de navios que aportavam na Barra e lhe traziam pedras para a edificação, como lastro das embarcações. Em 1886, o Bispado do Rio de Janeiro concede permissão para a conclusão da capela, em virtude da dependência da Igreja Capixaba a Mitra daquele Estado. A benção e inauguração da Capela de Nossa Senhora dos Navegantes deram-se em 1887. Abençoou D. Pedro Maria de Lacerda.